Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

19
Nov17

Corre Jamor...ai!!!


Runner Wannabe

Pessoal, missão cumprida!

Consegui completar o Corre Jamor, sem desfalecer - foi por pouco - terminando com um tempo muito abaixo do que julgava ser possivel, tempo esse que limou a minha única marca - na mesma distância - em 3 minutos e 22 segundos! 

 

 

Sim, foram provas com características e circunstâncias completamente diferentes - em comum talvez só tenham tido, a distância, a boa disposição dos participantes e o facto de em ambas ter dado o tal litro e a tal pinga - se bem que na corrida de hoje, acho que até os vapores se foram!

 

Não consigo descrever as corridas de forma muito pormenorizada. Sei que o dia estava óptimo, nunca antes tinha estado no Estádio do Jamor, que até estava calma antes da "tiro de partida" e que depois ali por volta do 3k começou uma "agonia" que durou até ao fim!

 

Como sabem, treino por percursos praticamente planos e apesar de ter escolhido uns segmentos que implicassem algum sobe-e-desce, nada se comparou ao que hoje tive de ultrapassar! Eu que gosto de soltar algum vernáculo, nem isso fiz! Ando-me a estranhar!

 

A percepção  - distorcida ou não - com que fiquei do percurso, foi de que o único segmento que não é a subir...ou a descer...é na pista, já dentro do Estádio!  João Lima, corrige-me se estiver enganada!

 

                                                                           Foi isto que me pareceu!

 

E foi precisamente o João, que me orientou, incentivou durante todo o percurso e me distraiu daqueles pensamentos parvos que nos fustigam a mente, especialmente quando vamos a deitar um pulmanito cá para fora! 

Muito obrigada João! Já o disse noutro local e repito, foram as minhas pernas que atravessaram a meta, é um facto, mas estiveste sempre ao meu lado a apoiar a parte anímica!

 

Não consegui fazer o percurso sem parar, mas não vejo como o conseguisse completar sempre em corrida! Teria certamente estourado algures! Claro que as caminhadas foram sempre em subidas mais íngremes. Umas vezes sentia falta de cardio, noutras...falta de pernas mesmo! (tanto por fazer em treino!).

 

Lembro-me que aos 4km sentia que já tinha corrido 6km!

Passei aos 5km, na casa dos 34' e pensei "não vou conseguir fazer pelo menos mais 34' disto!"

Aos 6km, reclamei por uma Meta, que acabasse com aquela agonia!

Aos 7km comecei a reclamar com mais veemência!

Ao ver a placa dos 8km, ia-me passando dando uma coisinha má...ou talvez fosse a falta de oxigénio, pois ia a subir! Mas lembro-me de ter resmungado! Tão perto do Estádio e ainda faltavam 2km? E ainda mais resmunguei quando o João a tentar puxar por mim, me incentiva a dar "um tudo", que na altura respondi "estou no limite", mas afinal não estava porque...costuma-se dizer que para baixo todos os santos ajudam...e eu entrei em modo Kamikaze! Não tinha muita força para travar nas descidas...Já não me lembro de ver a placa do 9km, só queria entrar na pista do estádio e terminar! Não sei de onde tirei as últimas energias e foram mesmo as últimas se o João não me dá a mão, acho que nem o bracito levantava na meta! Espero ter disfarçado suficientemente bem para a fotografia!

 

Claro que depois de saber o tempo, arrebitei um pouco!  O suminho da Compal, a água e um pouco de descanso, também têm uma cota parte de responsabilidade, neste "ressuscitar"!

 

IMG_20171119_112506.jpg

                                                                      Aqui já estava mais vivinha! :)

 

Antes da corrida, achava que podia baixar o tempo - não sabia o que me esperava - mas nada durante a corrida me confirmou isso! Muito pelo contrário! Nem a 200m da meta, quando o João me disse que iamos terminar no minuto 8 (depois da hora), eu acreditei!  Achava que me ia dar um fanico e não ia cortar a meta! Mas não deu e ainda ultrapassamos uns corredores! 

Tempo de chip: 1:08:30.

 

Que empreitada! 

Que haja saúde, treino e oportunidade para que para o ano consiga fazer todo o percurso sem paragens!

 

Obrigada João, por todo o apoio, incentivo, amizade e exemplo!

Até breve!

 

Boas corridas!

12
Nov17

O próximo desafio!


Runner Wannabe

Os 4,8K da Mini dos 20km de Almeirim, correram muito bem, é verdade!

O enquadramento foi muito favorável! :) Estava energizada pela estreia nos 4 ao km, o percurso era curto e plano, houve muitas pessoas a apoiar os corredores ao longo do percurso e havia sopa da pedra! :D

Um mimo de experiência!

 

Nos entretantos fui treinando, metendo mais alguns quilómetros nas pernas de modo a preparar-me para o próximo desafio. Desafio que já não é tão curto e de plano, não tem nada! Por outras palavras, Corre Jamor!

 

Vivendo eu quase à beira Tejo - planicie aluvial, a primeira a alagar em caso de cheias - e não me aventurando a correr a solo, por zonas menos conhecidas, tive de me desenrascar com a prata (topografia) da casa!

 

Passei a fazer treinos pelas ruas e estradas que mostrassem a maior inclinação possível, ao mesmo tempo que esticava os treinos para distâncias próximas de 10km! Só para terem uma ideia, o máximo de desnivel positivo que consegui remediar...segure-se quem sofre de vertigens...foram 68m! Ahahah!

 

Tenho cá para comigo que o Corre Jamor vai ser dureza! Não haverá uma única grama do meu ser que não vá estranhar! (Pensamento anti-ansiolítico: espero que a adrenalina  do momento possa compensar qualquer coisita!)

As características desta prova - neste momento - são um pouco de areia a mais para a minha camioneta, mas não é isso que me vai impedir de dar o litro e mais uma pinga! O resto logo se vê!

 

Até lá, boas corridas!

 

03
Nov17

A minha estreia pelos 4 ao km! Relato completo.


Runner Wannabe

 

O convite para correr pelos 4 ao km, foi feito no dia 24 de Setembro, após a Corrida do Tejo (a minha primeira corrida). Na altura fiquei atrapalhada e surpresa, não compreendia muito bem os quês e os porquês!  O dia tinha sido cheio de expectativas, de emoções e quase ao cair do pano, a cereja no topo do bolo! Decidi não questionar (mais) e aceitei o convite, mas sabia que o tinha de digerir.

Nos dias e semanas seguintes, de cada vez que pensava no assunto, ainda ficava incrédula! Esta sensação tinha a sua razão de ser, mas para explicar, tenho de recuar cerca de um ano, altura em que criei este blogue - que faz hoje 1 ano!

 

Comecei a correr sozinha – e ainda corro – mas há cerca de um ano estava completamente a zeros! Socorria-me de informação disponibilizada online, para me ir inteirando de assuntos relacionados com corrida.

Durante as pesquisas tropecei em vários blogues estrangeiros, alguns eram cómicos, outros factuais e outros ainda, resvalavam o poético! Talvez inspirada por estas leituras, decidir nessa altura criar este cantinho – não sabia muito bem o que nele iria escrever – mas foi através dele que comecei a dar conta da actividade bloguística relacionada com a corrida, por terras lusas!

 

Li centenas de publicações ao longo de meses. Relatos de treinos, de corridas, de tempos e contratempos - de doidos e lunáticos pela corrida, que generosamente partilhavam com o mundo, as suas experiências, expectativas e entusiasmo!

 

Durante os tempos que estive impedida de correr, continuei a correr, através dos relatos destes bloguers que acumularam informação (e kms), ao longo de anos! Não seguia mais que meia dúzia de blogues, mas calhou-me em sorte que metade dos que seguia, pertencerem a elementos dos 4 ao km, ou que já tinham corrido por esta equipa! Daí a pensar que um dia iria vestir a mesma camisola? Nunca tal me passou pela cabeça!

Eu...pertencer à mesma equipa de pessoas, cujos escritos me fizeram companhia, me ensinaram e me divertiram tantas vezes? É que nem sequer estava categorizado de impossível, ou improvável, simplesmente nunca existiu lugar para tal ideia!

 

Foi este o "peso" que senti, quando fui convidada a correr pela equipa! O peso da admiração por tantas provas dadas por estes corredores e eu numa fase (tão) embrionária, como alguém comentou, e muito bem!

Contudo, com o passar das semanas, este sentimento foi-se diluindo e substituido por um totalmente diferente: "não vejo a hora de vestir a amarelinha"! :D

 

E assim foi, no dia 29 de Outubro, por terras da minha Lezíria Ribatejana, mais concretamente em Almeirim, na 31.ª edição dos 20kms Almeirim.

 

 

20Km Almeirim

 

Depois de recuperar da minha maleita – o suficiente para participar na Mini (5kms) dos 20kms Almeirim, ficaram dia e a hora marcada para me estrear pelos 4 ao km!

Na companhia dos colegas João Lima e do Aurélio, segui para Almeirim na manhã  de 29 de Outubro, dia que se adivinhava quente, confirmando as previsões meteorológicas dos dias anteriores! Nos 5km, não se iria notar muito, mas nos 20km, com a prova a terminar mais tarde...a conversa era outra!

Chegamos a horas de encontrar estacionamento muito perto do local de levantamento de dorsais, mas antes disso, foi-me entregue a camisola amarelinha! :) Depois de confirmar o tamanho, vesti-a e pronto! Ali mesmo, em plena rua...antes que um meteoro me caísse em cima...ou outra coisa assim desse género, acontecesse!

 

Aquilo é que foi insuflar o ego! eh eh 

 

Seguimos para o levantamento dos dorsais.

Eu não sou muito experiente nestas coisas, mas se o levantamento de dorsais por equipas, tivesse sido contemplado, talvez todo o processo tivesse sido mais eficiente, para organização e corredores. Mas a verdade seja dita, em 2 minutos estava despachada, dado que não havia fila para o levantamento dos dorsais da Mini.

 

Minutos depois juntaram-se mais dois elementos da equipa, a Isa e o Vitor.

 

IMG_20171029_090051 - Cópia.jpg

 A foto de grupo: João Lima, Isa, Vitor, eu e Aurélio.

 

E ali estava eu a fazer ricochete entre dois sentimentos.O de contente por partilhar as mesmas cores, mas ao mesmo tempo a pensar, “a quilometragem que os colegas têm nas pernas, deve chegar para dar umas 20 voltas a Portugal...cada um!” Sentia-me uma miniatura de comércio artesanal de Liliput!

Um pouco de conversa lá expulsou este nervosismo e passados uns minutos, por entre histórias, piadas e curiosidades sobre a corrida, já estava assim:

 

23022287_1728248120549897_330000922_n.jpg

 Eu, Aurélio e João Lima.

 

A hora aproximava-se e com ela a necessidade de fazer um aquecimento. Depois de efectuar alguns exercícios e manobras que me deixam a zona lombar mais apta a esforços, seguimos para uma rua transversal à meta, mas aqui a maçarica -  ainda estranha a estas andanças - descuidou-se com a ida à casa de banho! Pois...fui fazer o aquecimento com aquela sensação de “ou elimino isto ou vou passar um valente mau bocado”...mas a fila para a casa-de-banho era enorme! Para minha sorte, durante o aquecimento passamos por um restaurante que devia ter aberto portas, minutos antes! Entrei tipo furacão, pedi para o usar as instalações sanitárias e saí já só tempestade tropical, a caminho do aquecimento!

Senhor simpático que me autorizou a usar as instalações, obrigada!

 

Todos os elementos presentes, dos 4 ao km foram mostrar como se faz, nos 20km! Eu fiquei-me pelos  - em rigor - 4,8km. A vintena ainda não é para mim - lá chegarei a seu tempo! 

A organização anunciava os 5km de percurso urbano (Mini), como uma prova não competitiva...mas eu dei a volta a este texto! Ah não há chip? Levei a aplicação e o relógio, para registar tudo - e em boa hora usei os dois dispositivos!

 

A malta da Mini, partiu atrás dos bravos, que se iam atirar aos 20km. Ouvi o sinal sonoro, as pessoas começaram a avançar e eu fui enrolada naquele embrulho típico de pessoas! Mas como de costume, nestas ocasiões,quem vai interessado em fazer o percurso a correr tem de ziguezaguear por entre participantes-caminhantes  - e assim foram os primeiros 100m de prova -   até estar rodeada de participantes-corredores, e seguir em linha mais recta!

 

Senhores organizadores de corridas e caminhadas,

de modo a evitar atropelos, encontrões, slaloms por entre participantes e grupos de participantes

que ocupam toda a largura do percurso, seria possível testar uma pequena instrução do género "caminhantes no lado direito da estrada e corredores no lado esquerdo" (nos primeiros metros de corrida),

de modo a que algumas situações desagradáveis pudessem ser evitadas? 

 

Estarei a ser muito ingénua?

  

 

Tinha projectado fazer um tempo próximo dos 32:30. Para tal precisaria de atingir um ritmo médio de 6:30min/km.

Sim, não é  rápido, mas se considerar que somente duas semanas antes, é que fiz alguns treinos com ritmos abaixo dos 7min/km...6:30min/km seria muito bom ritmo!

 

O percurso foi todo ele plano, não houve margem para enganos e de destacar o público que esteve nas ruas a apoiar os participantes! A todos muito obrigada!

É que para quem treina sozinha, correr no meio de pessoas e haver outras a apoiar...é só um mimo! :D

 

Não sabia qual o ritmo que levava, a aplicação não me estava a dar feedback (problema no auricular). Limitei-me a gerir o esforço, o melhor que conseguia. Só sabia que não podia acelerar muito, pois a temperatura que se fazia sentir (25ºC), iria desgastar as energias mais rápido que o normal. 

Para evitar males maiores, decidi levar comigo uma pequena garrafa de água, que fez maravilhas! Não costumo beber grandes quantidades de água, mas tenho de molhar o bico com alguma regularidade, e se já o faço quando treino bem cedo pela manhã, com aquela temperatura era imperativo levar água!

 

Talvez por correr de forma conservativa, o último km costuma ser o mais rápido - mesmo em treinos - e nesta corrida, não foi excepção! Faço a última curva e entro na reta da meta, a correr como se não houvesse amanhã! E aquela coisa de não ser um prova competitiva...ah pois não! Competi sim! Competi comigo mesma!...pronto ok...a cerca de 200m da meta, "marquei" uma lebre e espremi-me até a ultrapassar! E ultrapassei!

Obrigada "lebre" de cor-de-rosa, pela ajuda extra!

Cortei a meta com a repiração completamente descontrolada  e qual foi a primeira coisa que fiz? Isso, parar o relógio! E a segunda? Meter-me naquela posição típica de  "se não me agarro aos joelhos...caio!"

 

 

 Antes mesmo de procurar um cantinho para desfalecer...assim mais em privado..de preferência encostada a uma parede, uma senhora passou-me um saco com brindes, uma garrafa de água e panfletos...e só depois me lembro de ...desligar a aplicação!

Tempo no relógio: 30:04

Tempo na aplicação: 30:40

 

Depois de corrigir o tempo para 30,04, verifiquei que o ritmo médio foi de 6:16min/km! Dadas as minhas condições e o actual momento de forma, é um resultado muito, muito bom! :) 

 

A azáfama junto à meta, era grande! Queria tomar duche antes de assistir às chegadas dos corredores dos 20km. Depois de alongar por uns minutos, fui brindada por um duche de água bem quente - se estivesse um dia frio, tinha sabido tão bem! ;)

Os colegas de equipa chegaram bem e cumpriram os seus objectivos! Toda a gente satisfeita!

 

Tive o prazer de conhecer pessoalmente o meu vizinho Filipe Torres, que uma semana antes tinha feito os 110km no UTAX... (mete mais kms num dia, que eu num mês...e meio!). É uma máquina de correr made in Ribatejo!

 

E um dos momentos mais esperados, aproximava-se!

O almoço claro!

Caríssimos, tivemos direito a uma poderosa sopa da pedra, acompanhada de caralhota (estão-se a rir de quê?), suminho da Compal e "pomada" da Adega Cooperativa de Almeirim! Não provei a vinhaça, mas quem provou disse que era boa pinga!

Eu que conheço a sopa da pedra, nunca uma outra me soube tão bem, como aquela! Estava deliciosa!

Sim, aquilo não é para "meninos", mas o pessoal tinha queimado muita caloria, podia comer à confiança!

Para animar a malta esteve a actuar um grupo, que deu música e bailarico - que diga o grupo de Caminhadas ao Luar de Albufeira, que estavam animadíssimos! Bela energia! :D

 

Foi um dia 5 estrelas! 

Estreei-me pelos 4 ao km!

Fiz uma boa (excelente) corrida!

Fui muito bem recebida e acompanhada, pela equipa!

O ambiente foi óptimo!

A sopa da pedra esteve à sua própria altura!

A organização está de parabéns!

 

E sim, é para repetir! Quem sabe se para o ano já me poderei juntar aos bravos dos 20km!  Isso é que era! 

 

Boas corridas e uma dedicatória especial a todos os audazes que se vão testar mais uma vez, - ou pela primeira vez - na Maratona, por terras da Invicta!

 

Boa sorte a tod@s!

 

 

 

 

 

 

01
Nov17

A minha estreia pelos 4 ao km #1


Runner Wannabe

Semana complicada  para escrever - e ainda não vai ser hoje - o relato da minha estreia pelos 4 ao km, que  aconteceu na 31.ª edição dos 20km Almeirim -  não na vintena de quilómetros, mas na versão Mini, de cerca de 5km.

Contudo, deixo aqui a prova do dito acontecimento e um rasgado agradecimento ao João Lima, Isa, Victor e Aurélio, por me terem recebido tão bem na equipa! Que outras oportunidades destas se avizinhem!

 

 

IMG_20171029_090051 - Cópia.jpg

 Não se nota mas tinha o Ego mais inchado que um bisonte! :D

 

Uma palavra de incentivo para os Maratonistas João Lima, Isa, Victor e Orlando, que se preparam para palmilhar os 42,195 no próximo dia 5, no Porto!

Força rapaziada! 

 

Boas corridas a todos!

25
Out17

Mais um encontro imediato!


Runner Wannabe

O assunto desta publicação tem a ver com um episódio que aconteceu há umas semanas, enquanto fazia uma sessão de bicicleta - como forma de me resguardar dos impactos da corrida e de me ir mantendo em forma...na medida do possível.

 

Quem anda de bicicleta tem certamente várias histórias acerca de encontros imediatos!

Encontros imediatos com ...praticamente tudo! Encontros com cão que se atravessa à frente, encontros com o automobilista que gosta de brincar com a vida dos ciclistas, encontros imediatos com o asfalto, com buracos na estrada, com mosquitos a 100km/h, etc!

 

Já aqui vos contei uma história  cujo final, foi basicamente eu fazer a única coisa que estava ao meu alcance: demonstrar o meu desagrado através de um gesto, provavelmente entendível em qualquer parte do universo!

 

Desta vez, o desfecho foi diferente!

 

Durante uma sessão de bicicleta, fui ultrapassada, por uma carrinha, que não seguindo a alta velocidade, com bom campo de visão e sem haver trânsito em sentido contrário, decide ultrapassar-me, bem em cima (passando a cerca de 50 cm de mim)! Enquanto isso, eu rolava num piso irregular com buracos e obrigada a seguir a trajectória mais junto à berma possivel, porque sabia que ia ser ultrapassada!

                                                         

Desta vez, nem consegui tirar pelo menos uma mão do guiador, para “saudar” o condutor por tal manobra!

 

Ora, passa-se que eu estava a cerca de 500m metros da entrada para uma ponte, que por só ter uma via, o tráfego em ambos os sentidos é controlado por um semáforo. A cerca de 100 metros (a subir), percebo que o veiculo que me tinha ultrapassado, estava parado no dito semáforo!

Meti uma mudança (ou duas), mais leve e apressei a pedalada!

 

A ponte tem passagem própria para peões e bicicletas, eu não precisaria de esperar no semáforo, mas ao aproximar-me do veiculo...não resisti! Parei, dei dois toques no vidro do condutor e esperei que abrisse o vidro.

 

 - “Bom dia!” -  com a respiração ofegante da subida que tinha acabado de fazer.

 - Bom dia... - respondeu com olhar gaseado.

-  “Oh amigo, da próxima vez que passar por um ciclista, dê-lhe mais espaço do que aquele que me deu ali atrás! 

- Resto de um bom sábado! - despedi-me.

 

 A reacção do condutor foi próxima disto...não sei bem o que quer dizer.

Mas algo me diz que só está habituado a fazer ultrapassagens de #erda a ciclistas

e menos familiarizado com o ser chamado à atenção pelo facto!

 

Subi para a bicicleta e continuei a sessão de bicicleta!

 

São raras as vezes em que um ciclista tem a oportunidade de confrontar, quem o colocou em risco.Tive de aproveitar!

Se me apeteceu entrar “a matar” ? Oh se apereceu!

 

Mas quem tem este tipo de comportamento  de risco, o mais provável é fazê-lo regularmente e eu não sou a única ciclista, nas estradas. Talvez esta abordagem mais cordial possa pesar mais em decisões futuras de “ultrapasso-este-ciclista-de-forma-segura-porque-é-uma-pessoa-e-tem-o-direito-de-circular-em-segurança vs mesmo-que-me-arme-em-canalha-e-coloque-a-vida-desta-pessoa-em-risco-não-me-vai-acontecer-nada!

 

Como disse, o desfecho desta vez foi diferente, se isso será o suficiente para alterar este tipo de comportamento, não tenho maneira de saber!

 

 

 

 

23
Out17

Ops!


Runner Wannabe

Estou sempre a dizer que tendo a exagerar e que preciso de ter paciência e calma nos treinos...

Tenho-me controlado o suficiente, mas ontem...bem...sou capaz de ter exagerado um "bocadinho"...

 

 

 

Não vou dar muitos pormenores, vou só dizer que durante metade do treino (3km), corri a ritmos completamente proibidos, dada a minha condição física! Não sei o que me deu! 

Estou quase arrependida! (Se me voltar a magoar, arrependo-me de certeza!).

 

Amanhã é dia de treino... espero ter juízo!

Acho que é por isso que escrevo estas linhas, para me comprometer a ter juízo!

Veremos!

 

Boas corridas a todos!

 

 

18
Out17

Percepção dos últimos treinos.


Runner Wannabe

 

As dores estavam de malas feitas, mas as estruturas ainda não estão totalmente recuperadas.

Tento recuperar a forma aos poucos, tentado escutar o que o corpo me vai dizendo e não tanto o que a cabeça me pede!

 

 Como estão a correr os treinos?

 

 No início. 

 

 

 A meio.

 

 No fim.

 

 Na fase de recuperação...

 

Estes gifs são uma ilustração exagerada, da percepção que tenho tido dos últimos treinos  - e que a aplicação depois contraria categoricamente! 

 

A  minha noção de ritmo parece ter desaparecido, eh eh!

 

Boas corridas!

 

PS - Ok...a fase de recuperação...não é assim um exagero tao grande!

10
Out17

Dores de malas feitas?


Runner Wannabe

Tenho treinado -  pouquinho e devagarinho - mesmo quando as pernas pedem mais!

 

A recuperação tem sido lenta, e não sabendo como, lá consegui ter juízo e não exagerei nas cargas!

 

Mas isto tem sido um aborrecimento...

 

                                                            Mais ou menos isto, mas com muito menos estilo!

 

Aborrecido, mas talvez tenha dado resultado!

 

Ainda tenho de aguardar alguns dias -  e fazer uns treinos leves para confirmar - mas aparentemente, as dores estão de malas feitas e em fase de despedida! Finalmente!

 

Daqui a uns dias acho que já se pode treinar a sério, é que a minha forma está....

 

perto disto:

 

 

 

Boas corridas!

 

 

 

 

03
Out17

A precisar de tempo.


Runner Wannabe

Continuo lesionada (olha a novidade!)

Estou quase sempre lesionada! 

Coitadinha dela! (alerta sarcasmo!)

 

Não estou parada! Eu corro, mas paro antes dos sintomas aparecerem - pronto ok...paro quando os sintomas começam a aparecer - logo, corro pouquinho de cada vez!

Demoro mais tempo a equipar-me ...do que a correr! eh eh

 

Aparentemente daqui em diante tem de ser mesmo assim, pouco de cada vez, pois tenho um conjunto de estruturas que estão a adaptar-se a novos equilíbrios e enquanto não se ajustarem...vão-se queixar!

 

Antes da Corrida do Tejo, tinha programado abrandar nas duas semanas seguintes, e assim fiz.

Corro (só) 2 vezes por semana (sacrilégio!) e faço 2 sessões de bicicleta... para ver se não perco mais - ou ganho algum - cardio!

Ah e continuo a pensar que o meu desempenho na Corrida do Tejo, foi mesmo uma daquelas coisas muito improváveis de acontecer!

 

Quanto ao meu estado de humor... estou surpreendentemente calma e não sinto pressa em voltar a fazer uma corrida (lá se foi a dose de endorfinas!). Ainda não fiz nenhuma inscrição, intuo que o efeito psicológico me tente a apressar o regresso à forma, e neste momento preciso de tempo, o meu corpo precisa de tempo! 

 

Estarei a ganhar juízo?

                       Pois...

 

Era isto que tinha para partilhar com quem aqui passa!

 

A quem estiver a recuperar: calma, paciência e uma dose de inconformismo!

A quem estiver em forma; força nessas pernas e bons treinos!

A quem passar aqui por engano: Não ligue a esta conversa das lesões e ponha-se a correr!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D