Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

27
Nov16

10K já cá cantam!!!


Runner Wannabe

 

 É oficial, corri pela 1.ª vez 10km!!!

Apesar de ser Domingo - dia em que corro acompanhada - hoje corri a solo. A colega bem mais corajosa que eu, participou hoje numa corrida organizada...só com o dobro da distância!

 

O objectivo de hoje não estava bem claro, até porque tenho de esconder o jogo um pouco de mim mesma, não vá eu "sem querer"... sabotar-me! Uma coisa que tinha bem claro, era que independentemente da distância ou tempo, iria prestar atenção redobrada à forma como abordo o piso com o pé, para ver se páro de martelar o chão com os calcanhares!!! Por falar em pé, portou-se lindamente, aliás portaram-se os dois lindamente, que eu não quero cá cenas de ciúmes!

 

Não é fácil alterar uma dinâmica que nos é natural - apesar de errada - decidi que a cada 200 ou 300m, faria 100 passos a aterrar com o pé no seu ponto médio. Fiz isto duas vezes assim certinhas, depois fiz quando me lembrei...e depois deixei de me lembrar! Muito trabalho a fazer neste departamento!

 

Corri num percurso de cerca de 3Km - tipo pista -  dos quais 1km é terreno irregular com ervas pela canela ou mesmo até ao joelho e lama. Esse km é feito num ziguezaguear não muito pronunciado, mas constante, o que faz abrandar o ritmo...e onde torci desta feita o pé direito (não senti dor ou incómodo). É excusado dizer que fiz o resto do treino nos outros 2km que são de terra batida. Honestamente, não me apetece andar a coleccionar mazelas!

 

Do princípo ao fim, senti o gémeos da perna esquerda ainda a ecoarem as reclamações do treino de técnica de treino - aliás, hoje nem ousei tentar técnica de corrida! Esses exercícios ficam para outros treinos! Hoje era dia de "estender" a corrida.

A corrida correu bem, ao Km 7  senti que ía mesmo muito bem, a respiração estava calma e controlada,  o ritmo muito bom, cheguei a  pensar que podia correr assim por mais 5 ou 6 km! Ingénua!

 

Corri até ao fim da estrada e a meio caminho do regresso  fui interpelada por um conhecido, que pedalava com um grupo de ciclistas. Então como estás e quantos já correste? - perguntou com a pressa de quem não quer perder o pelotão.  Aos saltinhos disse-lhe a sorrir "não sei como estou" e olhando para a aplicação "olha, já corri 8,65km". Despedimo-nos e lá continuei... caraças, faltava menos de 1,5km para os 10km! Pois...mas tb tinha começado a sentir o incómodo no joelho direito, o sinal de que em breve começaria a doer. A dor não é repentina, é progressiva e geralmente deixa-me correr mais 1km, depois fica demasiado intensa e tenho mesmo de parar

 

A respiração e o coração estavam impecáveis, os músculos estavam a responder bem, percebi o que ía acontecer de novo - teria de parar forçadamente. Não corri mais de 100 metros depois de ter falado como o ciclista, quando a dor se fez anunciar - e desta vez  nem foi de forma muito mansa!  Abrandei a cadência e marquei no horizonte onde iria parar, independentemente da quilometragem. Já sabia o que aí vinha e desta vez vinha com pressa!!! Mais uma vez iría morrer na praia, a diferença é que desta vez iria-me ficar por terrenos ainda mais próximos da beira-mar!

Quando cheguei ao ponto de paragem tinha corrido 9,2km, olhei para a esquerda e depois para a direita, flecti o joelho mas a dor era intensa e resignei-me ao facto de que teria de terminar a corrida. Antes que arrefecesse iniciei o caminho para casa, que fica a uns 800m deste local de treino. Caminhei durante 3 minutos enquanto tentava encaixar a situação e nisto percebo que a dor começa a abrandar.... Hidratei-me, ajustei a mochila o melhor que pude, voltei a colocar a fita no cabelo e "raios me partam se hoje não faço a porra dos 10km!!! Já chega de esperar, #*$*%?/* !!!".

Meti pernas ao caminho e fiz o restante percurso, agora em asfalto. Quando estou a metros de casa, olho para aplicação "O quê, faltam 300m? Agora menina, vais fazer o resto da distância aqui mesmo na rua!" - no jeito ditador que me comandava há já alguns minutos. Dei 3 voltas à rua e sim, doeu! Doeu para caraças, doeu para cornos, doeu que se fartou e fartei-me de dizer asneiras!

 

Entrei em casa agarrada ao joelho e a morder o lábio. A aplicação marcava 10,01km em 1h:10':11''. Não morri na praia! Dei dois minutos a mim mesma, respirei, massajei o joelho e esbocei o sorriso  - de mim para mim. Tinha chegado à praia e ainda estava viva! Fui até à beirinha, molhei os pés na água desta praia simbólica. Por lá fiquei mais uns minutos de mãos na cintura,  a ver todo o mar que ainda tenho pela frente!

Alonguei gentilmente e analisei os tempos.

Próxima bóia: 10Km em estrada e talvez consiga retirar 5 minutos ao tempo de hoje! Logo verei se estou a ser ingénua... novamente.

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D