Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Runner Wannabe

Corredora amadora à beira dos 40, que aspira um dia começar e terminar um trail: a respirar, a conseguir proferir palavras do tipo “ajudem-me” e “água” ... e em controlo das suas funções biológicas básicas.

Runner Wannabe

Corredora amadora à beira dos 40, que aspira um dia começar e terminar um trail: a respirar, a conseguir proferir palavras do tipo “ajudem-me” e “água” ... e em controlo das suas funções biológicas básicas.

06
Jun17

Cinco


Runner Wannabe

Olho para o calendário e para os registos que fui fazendo...

 

Há um mês, estava de "férias" da corrida, da lesão (como se isso fosse possível), da preocupação de por causa de uma, não conseguir a outra. Melhorava e depois piorava, para melhorar e piorar logo de seguida. O desgaste começou a fazer-se sentir, até porque antes desta lesão contaram-se outras duas, resultando numa paragem de 5 meses.

 

Meti "férias"!

Precisava de descansar mentalmente. Durante 10 dias libertei-me da expectativa de voltar a correr em breve. Foram dias intensos, com horas marcadas para massagens e com alongamentos e exercícios específicos cronometrados ao segundo (precisava de quantificar as evoluções, quando surgissem). Durante 10 dias esqueci a corrida, foquei-me somente na recuperação, não havia prazo para regressar, nem sabia de quanto tempo seriam estas férias, só sei que animicamente precisava delas, precisava de carregar baterias!

 

Não foi fácil! Sempre que a mente "fugia" para a corrida, mudava-lhe o assunto, mudava-lhe a soundtrack, pensava em algo igualmente prazeiroso, mas concretizável daí a minutos ou horas (a horta ficou linda!). As rotinas de massagens, alongamentos e exercícios tornaram-se chatas. Passei a fazer massagens de olhos fechados, sempre que tinha oportunidade. Sim, parece estranho, mas por uma razão que desconheço, sentia-me mais calma enquanto enterrava os dedos perna adentro! Quanto aos alongamentos e exercícios específicos, acho que os experimentei em todas as divisões da casa -  e a horta não ficou invicta!

Cheguei a "trabalhar" a lesão de manhã cedo - ainda a dormir  - e a horas tardias, em que brigava com o sono... porque na minha mente, talvez uns 3 ou 4 minutos de alongamentos extra, antes de colapsar na cama, fizessem a diferença!

 

Há um mês estava de "férias", e sem saber, estava a 3 dias de fazer o primeiro test drive. Segundo os meus registos, nessa primeira sessão, corri 1km (uma fartura!). Lembro-me que foi mais longo o período de aquecimento do que o que corrida!

 

Volvido quase um mês, ultrapassei hoje a barreira (psicológica) dos 5K (5,4km, para ser exacta).

O ritmo continua a ser baixo, mas não podia ser de outra forma. Senti-me bem e acabei ainda melhor, com as pernas a pedirem mais velocidade e o cardio a aguentar-se nas horas! A tentação de ir aos 6k, esteve presente, mas decidi que os pequenos ganhos têm de ficar muscularmente (e tendinosamente) bem assimilados, para que suportem com segurança cargas superiores, num futuro muito próximo mas não imediato! Por outro lado, apraz-me saber que essa distância está completamente ao meu alcance e que numa próxima oportunidade será confortavelmente atingida.

 

Próximo treino: menor distância, ritmo um pouco mais elevado (vou ficar com os bofes de fora!)

 

Boas corridas!

 

PS: ITB? O que é isso?

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D