Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

25
Out17

Mais um encontro imediato!


Runner Wannabe

O assunto desta publicação tem a ver com um episódio que aconteceu há umas semanas, enquanto fazia uma sessão de bicicleta - como forma de me resguardar dos impactos da corrida e de me ir mantendo em forma...na medida do possível.

 

Quem anda de bicicleta tem certamente várias histórias acerca de encontros imediatos!

Encontros imediatos com ...praticamente tudo! Encontros com cão que se atravessa à frente, encontros com o automobilista que gosta de brincar com a vida dos ciclistas, encontros imediatos com o asfalto, com buracos na estrada, com mosquitos a 100km/h, etc!

 

Já aqui vos contei uma história  cujo final, foi basicamente eu fazer a única coisa que estava ao meu alcance: demonstrar o meu desagrado através de um gesto, provavelmente entendível em qualquer parte do universo!

 

Desta vez, o desfecho foi diferente!

 

Durante uma sessão de bicicleta, fui ultrapassada, por uma carrinha, que não seguindo a alta velocidade, com bom campo de visão e sem haver trânsito em sentido contrário, decide ultrapassar-me, bem em cima (passando a cerca de 50 cm de mim)! Enquanto isso, eu rolava num piso irregular com buracos e obrigada a seguir a trajectória mais junto à berma possivel, porque sabia que ia ser ultrapassada!

                                                         

Desta vez, nem consegui tirar pelo menos uma mão do guiador, para “saudar” o condutor por tal manobra!

 

Ora, passa-se que eu estava a cerca de 500m metros da entrada para uma ponte, que por só ter uma via, o tráfego em ambos os sentidos é controlado por um semáforo. A cerca de 100 metros (a subir), percebo que o veiculo que me tinha ultrapassado, estava parado no dito semáforo!

Meti uma mudança (ou duas), mais leve e apressei a pedalada!

 

A ponte tem passagem própria para peões e bicicletas, eu não precisaria de esperar no semáforo, mas ao aproximar-me do veiculo...não resisti! Parei, dei dois toques no vidro do condutor e esperei que abrisse o vidro.

 

 - “Bom dia!” -  com a respiração ofegante da subida que tinha acabado de fazer.

 - Bom dia... - respondeu com olhar gaseado.

-  “Oh amigo, da próxima vez que passar por um ciclista, dê-lhe mais espaço do que aquele que me deu ali atrás! 

- Resto de um bom sábado! - despedi-me.

 

 A reacção do condutor foi próxima disto...não sei bem o que quer dizer.

Mas algo me diz que só está habituado a fazer ultrapassagens de #erda a ciclistas

e menos familiarizado com o ser chamado à atenção pelo facto!

 

Subi para a bicicleta e continuei a sessão de bicicleta!

 

São raras as vezes em que um ciclista tem a oportunidade de confrontar, quem o colocou em risco.Tive de aproveitar!

Se me apeteceu entrar “a matar” ? Oh se apereceu!

 

Mas quem tem este tipo de comportamento  de risco, o mais provável é fazê-lo regularmente e eu não sou a única ciclista, nas estradas. Talvez esta abordagem mais cordial possa pesar mais em decisões futuras de “ultrapasso-este-ciclista-de-forma-segura-porque-é-uma-pessoa-e-tem-o-direito-de-circular-em-segurança vs mesmo-que-me-arme-em-canalha-e-coloque-a-vida-desta-pessoa-em-risco-não-me-vai-acontecer-nada!

 

Como disse, o desfecho desta vez foi diferente, se isso será o suficiente para alterar este tipo de comportamento, não tenho maneira de saber!

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D