Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

13
Jun17

Não atirei o pau ao gato, o pintainho não morreu...e aqueci à bruta!


Runner Wannabe

Como  programado, o treino de hoje seria de menor carga e sem informações sobre o ritmo ou velocidade...basicamente...correr sem números! Hoje era para correr no relax, com musiquinha e passinho lento (bem que tentei no treino anterior, mas falhou a música...e depois uma perna!).

 

Acordei cedinho para desfrutar da fresquidão matinal - tão bom correr no fresquinho!

Mal saí do quarto, lá estava Reguila, o comilão, que se fez notar com o seu miar quase ininterrupto! Como vou explicar...estão a ver aqueles operadores de redes e telecomunicações, que telefonam consecutivamente a tentar quebrar uma pessoa por exaustão ou ataque de ansiedade? Assim é Reguila! É que não se cala! Dei-lhe a ração, mandei-o dar uma volta ao quintal e  preparei o meu pequeno almoço, nas calmas. Tinha-me levantado um pouco mais cedo que o costume nestes dias, e queria estar zen, calminha e relaxada.

 

O pequeno almoço foi light. Finalmente aprendi a dosear a quantidade de comida tolerada pelo organismo, minutos antes de um treino. Há quem corra em jejum, há quem só beba um iogurte, acho que não conseguiria correr 100m nessas condições ( a menos que fosse para entrar numa pastelaria!).

Preciso de hidratos de carbono como de ar para respirar. Pão, aveia, panquecas e papas de farinha Pensal (com um pouco de farinha de linhaça), são geralmente as opções. Hoje foi pão, com manteiga e mel (e café, claro!).

Chamo de light a um pequeno almoço, quando como metade do que comeria, numa situação de não-treino. Excusado será dizer que em dias de treino tomo dois pequenos almoços (duas metades!)

 

IMG_9937.JPG

 Rufino (o grande), a tentar mostrar quem é o boss

(mas quem manda é o Reguila - o pequeno).

 

 

Voltando a esta manhã...

 

Últimas confirmações antes de sair:

Água  - check

Telemóvel  - check

Boné - check

Música - check 

Chaves - check

 

Mentalizava-me acerca do que ía acontecer nos próximos 45 minutos:

 

 

"Calma, vamos com calma. Aquecer bem, alongar ainda melhor,

depois ritmo baixo, mas certinho". 

 

Começo a ouvir o que parecia o piar aflito de uma ave. Vivo no meio do campo, conheço o piar de algumas aves, mas o piar de uma ave em stress é inconfundível, seja qual for a espécie!  

Salto tipo ponta-e-mola o degrau da porta, começo a gritar por Rufino e a correr em direcção ao som. Pela 2.ª vez numa semana, Rufino tinho um pintainho "entalado" na boca - e não era para lhe fazer festinhas!

(O meu vizinho tem uma capoeira e uma das galinhas teve filhotes. Rufino arranja maneira de entrar na capoeira e já de lá sacou dois pintainhos.)

 

O que se seguiram foram mini-sprints atrás do caçador de serviço, na tentativa de encurralá-lo algures e "roubar-lhe" a presa! Os músculos parece que se lembraram dos treinos de andebol, o pára-arranca e as mudanças de direcção da marcação individual, deram um jeito danado!

 Obrigado anos de treinos de andebol, salvaram até à data, 2 pintos!,

 

2017-06-06 10.15.47.jpg

 Pinto 1

 

No meio da correria -  e já na zona da horta - apanho  um pequeno tronco de madeira (que uso para marcar canteiros),  que se revelou providencial, ao evitar que Rufino saltasse um muro e desaparecesse num quintal vizinho, com o tufo de penas amarelas na boca! Não atirei o pau ao gato mas sim em direcção do muro, para lhe cortar caminho, e resultou! Após mais umas correrias, finalmente consegui encurralá-lo e depois de muitas palavras de ordem (ordens a gatos....dream on!) e muito esbracejar, lá largou o pequeno pinto, ileso, que mal se viu livre... "pernas para que vos quero!"  Agora era eu que tinha de apanhar o pintainho e evitar que Rufino o voltasse a capturar. Vá de mais umas correrias...agora atrás de um pinto, que me fintou várias vezes em slaloms por entre vasos de flores! Depois de algumas tentativas, consegui apanhar o pequenote! Uffff! 

 

2017-06-13 07.10.05.jpg

Pinto 2 ...ou talvez o mesmo! Se assim for, olha o azar!

 

Como tinha improvisado uma mini-capoeira para o pintainho da semana passada, já sabia o que fazer desta vez. Meti  a bolinha de penas a salvo, respirei fundo, bebi água e fui fazer os alongamentos, porque o aquecimento já tinha sido feito, à bruta!!!

 

 A corrida foi a descomprimir da azáfama matinal! Foram 4 quilómetros tão calminhos que deu para respirar fundo! :) - Tão bom!  O músculo manhoso não deu sinal na altura, mas durante a tarde senti o pé um pouco tenso, nada de especial.

 

Vou-me resguardar por mais 1 ou 2 treinos e ver como a perna reage. Nos entretantos espero que o Rufino não me proporcione aquecimentos destes novamente, porque desta vez atiro-lhe mesmo com o pau!

 

Boas corridas!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D