Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

17
Mai17

Nos últimos tempos


Runner Wannabe

Nos últimos tempos, em imagens mais ou menos ilustrativas.

 

 

 O meu humor tem sido função directa das minhas melhoras... e das não melhoras.

(Motivo pelo qual escusei-me de vir para aqui penar de queixume ou rejubilar de optimisto.

Até a mim me cansa!)

 

 

  Massagens, muitas, todos os dias! E são dolorosas...e falar delas é penoso!

Se o polegar da senhora estivesse a coçar a parte de trás da tíbia, era a imagem perfeita!

 

 

Alongamentos (vários) - várias vezes ao dia

(Antes e depois das corridinhas também!) 

Umas corridinhas simbólicas, com gosto a "tão bom"  mas... com nuances de medo!

Imaginem em slow motion...pronto...é isso!

(A pouco e pouco - mesmo muito pouco - vou aumentando a duração das corridas)

 

 

  Eu durante os primeiros 10 minutos da votação do Eurofestival!

Mais alguém se identifica? :D

 

 

2017-02-25 15.56.58.jpg

 Eu, no final das votações do Eurofestival...mas continuava eufórica!

 

 

Pronto, é este o resumo desde a última publicação.

Resumindo: massagens, alongamentos e pequenas corridinhas...and repeat!

As melhorias são lentas...mas é o que se pode arranjar!

 

Boas corridas!

 

 

23
Fev17

Paisagens & sítios por onde corro.


Runner Wannabe

 Os treinos estão a correr bem, contudo resolvi parar por um par de dias, para recuperar o pé esquerdo de uma dorzinha que senti no último treino. Pensei que fosse uma dorzinha de "ronha", mas quando o pé arrefeceu, senti-o um pouco melindrado, resolvi dar-lhe descanso. Mas a publicação de hoje tem que ver com outro assunto.

 

As paisagens da lezíria ribatejana são o enquadramento das minhas corridinhas. Sabe quem conhece esta zona, que consegue-se correr quilómetros a fio, terminando com virtalmente 0m de acumulado - o que coloca uma limitação para quem gostaria de se aventurar pelos trails! Imagino que para quem quer fazer estrada, esta topografia seja um sonho...mas não é o meu caso, não sinto o chamamento do asfalto. Gosto demasiado da comunhão com a natureza e pela diversidade de estímulos que ela propõe - facto que me distrai sobejamente e quando dou por mim, não olho onde ponho os pés, começo a acelerar, enfim coisas de maçarica! Para surpresa minha, dado que também gosto muito de fotografia, no conflito "paro ou não paro para fazer uma foto"  - à paisagem X ou ao pormenor Z -  ganha sempre o "não paro", para não desestabilizar a respiração. A "fotografa" que há me mim fica com aquele piquinho a azedo, mas a Corredora, nesta coisas argumenta: queres fotos? Volta cá de bicicleta! Resultado, ao longo de vários meses tirei somente um punhado de fotos, que agora aqui partilho. A qualidade das fotos deixa muito a desejar... paciência, é o que há!

 

2017-01-14 09.33.28.jpg

                                      O fim da "malha urbana" e o início do sossego.

 

2017-02-19 18.07.00.jpg

                                        O pôr do sol estava lindo. Fica a foto intencional.Repare-se no declive...inexistente!

 

2017-02-21 13.01.50.jpg

                                      Por vezes há cavalos jovens e curiosos junto a esta cerca. A semana

                                      passada um deles correu ao meu lado, mas no lado de dentro da cerca.

                                      Já tinha passado por ele, quando começou a correr. Estremeci toda com

                                      o som das suas passadas a aproximarem-se! Ganhou ele!

 

2017-01-15 11.41.54.jpg

                                    Muitos cavalinhos lá ao fundo - sim, aqueles pontos escuros na foto...

 

IMG_9512 (800x454).jpg

                                  O pontinho vestido de rosa, é a colega de treinos domingueiros. Neste local

                                  a estrada esta alcatifada de trevos e caruma. Mais uma vez os declives são notórios (not).

 

IMG_9519 (800x533).jpg

                                      E aqui está a colega a treinar outra coisa que não superfícies planas. Este é dos

                                      poucos locais que impõem algum desafio mais angular. Como se pode imaginar

                                      trata-se de uma relíquia!

 

2016-10-21 09.54.27-1.jpg

                                       Um bocadinho de um pequeno troço - lindo - por entre vegetação mais densa.

 

2016-10-21 09.53.37.jpg

                                    E outro bocadinho...

 

2016-10-21 09.43.54-1.jpg

                                      E ainda outro....

 

2017-02-21 13.04.07.jpg

                                     Já há papoilas!

 

IMG_9562 (800x449).jpg

                                      Montejunto lá ao fundo, para eu não me esquecer do aspecto de uma serra!

04
Nov16

Os meus pés cresceram!!!


Runner Wannabe

Ok, é oficial deixei de parte 3 pares de ténis em 2 meses! E sim estavam todos em óptimo estado – para os meus standards. E não, não os gastei no asfalto ou por trilhos de cascalho ou pedra rolada!

O meu pé cresceu!

 

De um modesto 38 passei para um provável 38 ¾ , ou seja, aquela folgazinha confortável desapareceu e deu origem a ensaios, ameaços e algumas bolhas na ponta do dedão! As primeiras vítimas foram as sapatilhas que usava para fazer as corridinhas, que passado 1 mês tive de as colocar de parte pois já tinha que proteger o pé com adesivos por toda a parte. Era só o que me faltava....não bastava todo o sofrimento inerente à tarefa quase sub-humana de correr e ainda andava de pés apertados e com bolhas?

Hora de comprar calçado em condições!

 

Pensava que comprar sapatilhas de corrida/trail era uma  tarefa relativamente  fácil...que ingénua! Aparentemente há sapatilhas de estrada e trail com todas as especificidades e mais algumas...qualquer dia já fazem cafézinho e trazem rádio incorporado! Ora... eu sou da geração em que as Sanjo ainda estavam no auge e nos pés de todos os jovens portugueses. Para quem não sabe, estas relíquias - do tempo da outra senhora - eram sapatilhas de indoor, outdoor, de domingo, de semana, eram polivalentes e exalavam um odor que ficou tatuado na memória olfactiva de toda uma geração de portugueses! Qual passada pronada ou supinada, qual quê!!!

 

 

Ok.... 30 anos depois lá estava eu a decidir que sapatilhas compraria, mas honestamente nem sei porque estava indecisa –  que acontece quando queremos integrar um montão de informação técnica - dado que iria somente comprar as sapatilhas que me deixassem fazer umas corridinhas, sem me fazerem bolhas no dedão, ou noutro sítio qualquer! Depois de descer à Terra, lembrar-me das Sanjo e de toda uma infância e adolescência em que o termo "roupa técnica" se referia -  exclusivamente -  aos fatos dos astronautas e dos mergulhadores, lá vislumbrei um par de "vítimas". Percebi também que  não podia calçar o 39....e  então pela primeira vez na vida calcei o 40! Não sei bem como me sentia....se um big foot, se um hobbit (sem tanto pêlo!) . A verdade é que em 2 meses passei de calçado 38, para sapatilhas de corrida 40 (porque era arriscado comprar 39 e não havia 39 ½ , entenda-se!).

 

Resultado: leves, confortáveis, baratas,  já bateram 70km, nunca me magoaram os pés e vão ter que durar até ao Natal! Pode ser que o Pai Natal este ano esteja um mãos largas...é que eu estou uns “pés compridos” e já encostei 3 pares de ténis à boxe!

 

Não tenho outra justificação, os meus pés cresceram por causa da corrida!  Aparentemente este aumento de tamanho é fenómeno normal entre as grávidas (not the case ...e acabei de ser assaltada pela imagem mental de uma gestante em final de gravidez....a subir uma encosta...acho que isto diz muito acerca do funcionamento da minha mente!), em que o pé alonga e alarga durante a gravidez, para não mais retomar as dimensões originais. A minha tese é que o movimento a que passei a sujeitar os pés de princesa, está a diminuir a curvatura plantar, pelo que o pé acaba por alongar e ganhar tamanho em comprimento.

 

....mas vou  ficar com pés de personagens de filmes, animações e folclore estrangeiro... não vou?

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D