Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

Runner Wannabe

Coisas da corrida de uma pretendente a corredora amadora.

20
Abr17

5'+2'


Runner Wannabe

Eu bem espero por “matéria-prima" para fazer uns updates...mas isto é mesmo a conta-gotas!

 

Corrida, muito pouca (mesmo)!

As cifras estão nos 5’(corrida)+2’ (marcha)+2’(corrida), com aquecimentos com cerca de 15 minutos, com especial relevo para joelhos, gémeos e pés.

 

As massagens continuam. Todos os dias massajo as zonas e pontos recomendados. A intensidade das mesmas deixa-me frequentemente num estado alterado de consciência – em que fico tão alterada, mas tão alterada… que já nem vocifero obscenidades! Mas as melhorias vão surgindo, mesmo que lentas. Talvez até já haja margem de manobra para arriscar um pouquinho mais nas corridas, mas por agora fico-me por estes pequenos joggings dia sim, dia não. A bicicleta (2 a 3 vezes/semana), tem ajudado a manter a forma e as caminhadas foram substituídas pelas corridinhas.

 

Outros exercícios

Por outros exercícios entenda-se exercícios de reforço muscular (RM), exercícios de flexibilidade (F) e outros exercícios que puxam pelo cabedal de uma pessoa!

Regra geral RM e F coincidem com os dias das corridinhas. A excepção é quando tenho de fazer alguns trabalhos de manutenção na horta aka exercícios que puxam pelo cabedal de uma pessoa. Hortar é uma actividade sobejamente reforçadora! Que digam os lombares, glúteos, isquiotibiais e a musculatura dos braços, claro! Em trabalhos mais leves – se houver paciência para estar atenta às características dos movimentos -  podem-se ter momentos em que também a flexibilidade tem de dar o litro!  Por outras palavras, em dia de horta, não há cá rotinas de RM ou F! Era o que faltava! No fim de carregar com baldes ou regadores cheios de água, de um lado para o outro…ia fazer umas pranchinhas? Uns abdominaizinhos? Uns agachamentos? Uns afundos? Era o ías! Com alguma sorte, no final dos trabalhos lá faço uns alongamentos a despachar – aqueles que se fazem…para não se dizer que não se fez…e cujo efeito práctico é a descarga de consciência! Pronto, esses! 

 

Estou satisfeita por estar a evoluir e já um pouco menos ansiosa com a lentidão de todo o processo.

Continuo a ter de me abstrair do medo, enquanto corro. Para isso foco-me no feedback da aplicação que tenho no telemóvel, que me informa acerca do ritmo e velocidade - se assim não fosse, quando desse por mim já iria a ritmo de lesiona-te-lá-outra-vez!).

A avaliação da corrida acontece geralmente no dia seguinte, first thing in the morning, quando analiso se o tornozelo está dorido ou se acomodou bem o esforço do dia anterior.

Hoje estava tudo bem,  foi dia de descanso, amanhã há corridinha!

 

Boas corridas!

19
Dez16

Informações MUITO úteis - Síndrome de Banda Iliotibial.


Runner Wannabe

 Durante muitas semanas seguidas procurei qual o “tratamento” mais adequado para o meu Síndrome de Banda Iliotibial (ITBS – sigla em inglês). Posso adiantar que após a identificação da maleita, seguiu-se a procura de tratamento e estratégias que resolvessem a situação...perdida no meio de tanta informação, fui experimentando exercícios - algumas dezenas. Claro que se foram tantos, alguns deviam ser os adequados! Razão pela qual fui empurrando a zona de tensão e dor (característica da ITBS), para quilometragens cada vez maiores...até ao dia em que estraguei a pintura toda com um exagero que coincidiu com um periodo de redução dos exercícios que fazia, até então. Mas esta publicação não vai servir para choramingar, pelo contrário, o seu propósito é publicitar o artigo O que é o Síndrome da Banda Iliotibial e 10 Exercícios para o tratar,disponibilizado ontem pelo Corre Salta e Lança. Este artigo, usando linguagem bem simples explica o essencial da referida síndrome, desmistifica algumas das estratégias mais intuitivas para o tratamento desta lesão (na óptica do corredor menos experiente) e fornece uma bateria de exercícos, descritos e ilustrados (muito importante).

Espero que venha a ser útil a alguém desse lado e a quem não for necessário, que passe a palavra.

 

PS – A minha ITB? Alongo, exercito, bicicleta e nada de corridas por agora.

 

sidrome-da-banda-iliotibial.jpg

                           O que é o Síndrome da Banda Iliotibial e 10 Exercícios para o tratar.

                                                 por Corre Salta e Lança. (foto do referido artigo)

 

 

24
Nov16

A técnica de corrida....levou-me a gasosa toda!


Runner Wannabe

 Andei a investigar acerca de técnicas de corrida. Depois de ver alguns vídeos de malta hiper bem-disposta e com níveis de fitness “vai lá vai”, decidi que também iria começar a fazer alguns desses exercícios que indicam produzir ganhos ao nível da postura,  biodinâmica e resistência muscular.

 

Escolhi os exercícios, tentei informar-me acerca da carga adequada...e lá fui eu toda lampeira para a sessão de hoje, a rever a cábula mental enquanto pedalava até ao local de treino.

Quase a chegar ao local, olho para cima e vejo aproximar uma mega nuvem, daquelas de pantone cinzentão carregado e carrancudo “ou sais da frente ou descarrego em cima de ti”. Como o local de treino não tem onde me pudesse abrigar, parei umas centenas de metros antes, junto a uma enorme buganvília – árvore ornamental – onde me abriguei parcialmente de uma chuvada. Passados uns 10 minutos a chuva parou, mas achei que aquilo era "sol de pouca dura" e resolvi esperar por mais uma descarga de água. Esperei, esperei e depois fiquei farta de esperar, até porque estava frio e eu já estava gelada....para variar! Lá pedalei os restantes metros até à linha de partida, de onde começaria o treino de hoje com uma rotina diferente! Tudo em nome de uma corrida mais eficiente!

 

Uma nuvem deste tipo mais mais escurinha!

 

Fiz uma pequena corridinha, aquecimento dinâmico e alguns exercícios para descontrair. Estava pronta para os exercícios de skipping (ver aqui). Ora...estes exercícios são executados com uma intensidade completamente diferente da corridinha maneirinha e lenta que costumo fazer nos treinos. Demorei 25 minutos a completar a rotina, fiz o melhor que consegui e dei o litro e mais uma pinga... por isso mesmo, suspeitei que os depósitos de  gasosa (energia) começassem a aproximar-se do vermelho...

 

A dona nuvem de aspecto resmungão, deve ter ficado curiosa com o que o pirilampo (eu de corta-vento amarelo fluorescente) andava a fazer aos saltos, tipo gafanhoto, lá em baixo, para trás e para diante, pois ali ficou parada, alimentando-me a suspeita que a qualquer momento seria regada!

 

Segunda parte do treino. Estava na hora de fazer uma corridinha! Arranquei no meu típico ritmo caracol e a primeira coisa que notei foi que estava a colocar o calcanhar no chão...mas assim em bom! Pareciam maaaartelos! Comecei de imediato tentar corrigir este aspecto, não fosse eu esburacar a pista! Acho que consegui corrigir a coisa....mas entre o achar e o corrigir.... Só sei que tenho mesmo de estar muito atenta a este aspecto!

 

Definitivamente estava sem a disponibilidade energética de outras vezes e as pernas começaram a pesar. Nisto, a dona nuvem desviou-se uma nesga e o Sol começou a fazer o que sabe fazer melhor, iluminar e aquecer....mas eu que estava vestida para chuva e vento! Se estava quente, mais quente fiquei....e nisto os gémeos da perna esquerda devem ter começado à batatada porque me começaram a doer. Parei, massagei, continuei, mas não lhes acalmei os ânimos. Decidi terminar a corrida por ali mesmo e quando olhei para aplicação que mede tempos e distâncias...nem 2,5km estavam concluídos! Disse 3 ou 4 palavrões, caminhei alguns metros a bater os calcanhares no chão, mas de zanga! Lá respirei, acalmei,  arrumei a tralha e foquei-me no duche quentinho pós alongamentos!

 

 

Balanço final

O pé não doeu, mas não sei como reagiu realmente à primeira parte do treino...é que ele costuma queixar-se a tarde e más horas. Por outro lado, não me apeteceu comprar uma briga com os manos gémeos. Espero que não seja nada que descanso não resolva!

 

Portanto: 3km de bicicleta (ida e volta) + 20' de técnica de corrida + 2,5km de corrida + uma dorzinha nos gémeos + pé não se queixou (até agora)....

Bem...pelo menos agora cada vez que fizer técnica de corrida...já sei ao que vou! :)

 

Quanto à nuvem....definitivamente estava de olho em mim e resolveu poupar-me! Parece ter esperado que o treino acabasse e que eu chegasse a casa para descarregar mais umas valentes pingas! :)

 

 

 

18
Nov16

Muro das Lamentações


Runner Wannabe

Pois é... pensava eu que a torcidela de Domingo (estava tão absorvida na paisagem que torci o pé), não tivesse tido consequências...mas teve!

É verdade que o incidente de que falo não me impediu de terminar o treino nesse dia (sem dor). Também é verdade, que durante o treino de 3ªF não experimentei qualquer sintoma de que algo não estava bem... até chegar à noite.

O primeiro sintoma: comichão. Exactamente, comichão!

Achei estranho, mas não associei de imediato ao pequeno incidente!

Durante o dia de 4F fui sentindo um desconforto, que passou a uma pequena dor. Foi quando me virei para a Matemática e juntei 2 + 2! O resultado foi "ou fortaleces todos os aspectos implicados na corrida, de forma a não fazeres lesões, ou vais fazer dói-dóis...muitos!". Epá...e se há coisa em que não tenho falhado é no aquecimento (dinâmico e só depois o estático) - antes do treino - e alongamentos  - após os treinos. E nestas rotinas foram incluídos exercícios que são considerados preventivos deste tipo de chatice....(não é chatice que me apetece dizer!!!). Ficou bem claro que aquecer e alongar não são suficientes, per si.

 

Hipótese: demasiada carga em pouco tempo e um não problema, tornou-se um problema - só espero que seja pequeno.

Não foi preciso pesquisar muito. Encontrei no Corre Salta e Lança informação vária e um esquema que me esclareceu! Fascite plantar ....bonito serviço! Não, ninguém morre disto... mas pelo que li, pode em determinadas situações ser mais chato que pastilha elástica na sola do sapato!

 

 

E não bastava já estar a lidar com o Síndrome de Banda Iliotibial, agora mais este petisco!

Ok, isto hoje é oficialmente o Muro das Lamentações....

Resultado: treinos cancelados, descanso, gelo e alguns exercícios.

Se alguém se cruzar com esta publicação e quiser saber de alguns exercícios, referenciados como sendo preventivos de fascite plantar, clicar aqui.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D